Questões sociais


A Terra oferece o bastante para as necessidades de todos, mas não para a ganância de todos. Nós queremos um governo que esteja ao serviço das pessoas e dos animais. Compaixão e sustentabilidade devem ser os guias. Ajuda aos mais pobres e às vítimas da fome e da violência é uma questão de civilização. Os direitos humanos existem para serem cumpridos. Nós queremos uma democracia transparente onde a voz do cidadão é ouvida, os direitos animais são evidentes e onde não vale o direito do mais forte, mas o interesse do mais fraco.

A sociedade que defendemos põe a sustentabilidade e a compaixão acima do lucro econômico a curto prazo. Ela respeita a liberdade e a privacidade de seus habitantes e concede aos cidadãos um papel maior na elaboração das decisões que aos bancos, multinacionais e lobistas. Nós queremos governos que possibilitem tanto às pessoas quanto aos animais uma vida boa e plena.

Relacionado

Blog da Esther: Não desvie o olhar, mas entre em ação e olhe para frente

“A realidade não pode ser ignorada exceto por um preço; e quanto mais a ignorância persistir, mais alto e mais terrível se torna o preço que deve ser pago.” Foi isso que escreveu Aldous Huxley, o autor anglo-americano de Admirável Mundo Novo. Muitos líderes políticos poderiam aprender muito com esta citação. Estamos a lidar commúltiplas crises mundiais: uma crise climática, uma crise da natureza,...

Notícias