Meio ambiente, clima e energia


A capacidade da Terra deve ser primordial na escolha de qualquer política. Tratar a Terra com cuidado não é conversa fiada mas é literalmente de importância vital. Nosso planeta nos fornece ar limpo, água, um solo saudável e as matérias-primas necessárias para a existência do ser humano e dos animais.

Se usarmos isto economicamente asseguraremos um futuro durável para as próximas gerações de seres humanos e de animais. Só por meio de uma política ambiental forte e adaptação do padrão de consumo poderemos ficar dentro dos limites da capacidade da Terra.

Para manter a Terra habitável é preciso parar a mudança do clima e a poluição do meio ambiente o mais rápido possível. Para isso é preciso diminuir substancialmente a emissão dos gases de efeito estufa, proteger os recursos naturais e não desperdiçar minérios valiosos.

Se neste momento cada cidadão mundial consumisse como o europeu médio então precisaríamos de três globos terrestres. O superconsumo ocidental ultrapassa não só os limites da capacidade da terra mas também enfraquece a situação de pessoas e animais em regiões mais pobres no mundo. Eles são os primeiros a serem atingidos e os que sofrem mais por causa do esgotamento de recursos naturais, roubo de terras, secas e inundações. Empresas europeias violam regularmente os direitos humanos e causam grosseira poluição ambiental muitas vezes em países em desenvolvimento.

Queremos uma política forte do clima e do meio ambiente: estabelecer metas ambiciosas para diminuir gases de efeito estufa, fazer energia limpa e renovável e melhorar a qualidade do ar e da água. Os custos da mudança mundial do clima podem ser reduzidos pela metade se deixarmos mais vezes carne, laticínios e peixe pra lá e preferirmos comer vegetais. A produção da carne no mundo causa 40% mais emissões de gases de efeito estufa que todo o tráfego e transporte juntos.

Relacionado

Escapar de uma era das pandemias? Pare a demolição da natureza, resta­beleça a biodi­ver­sidade!

Mundialmente peritos estão soando o alarme: as atividades humanas que causam a demolição da natureza, a mudança do clima e o sofrimento animal são também a causa da crise do vírus corona e outras epidemias. Se não fizermos nada, as epidemias ocorrerão mais frequentemente, se expandirão mais rapidamente, serão mais mortais e provocarão prejuízos económicos ainda maiores, avisam os peritos num relat...

Notícia