Meio ambiente, clima e energia


A capacidade da Terra deve ser primordial na escolha de qualquer política. Tratar a Terra com cuidado não é conversa fiada mas é literalmente de importância vital. Nosso planeta nos fornece ar limpo, água, um solo saudável e as matérias-primas necessárias para a existência do ser humano e dos animais.

Se usarmos isto economicamente asseguraremos um futuro durável para as próximas gerações de seres humanos e de animais. Só por meio de uma política ambiental forte e adaptação do padrão de consumo poderemos ficar dentro dos limites da capacidade da Terra.

Para manter a Terra habitável é preciso parar a mudança do clima e a poluição do meio ambiente o mais rápido possível. Para isso é preciso diminuir substancialmente a emissão dos gases de efeito estufa, proteger os recursos naturais e não desperdiçar minérios valiosos.

Se neste momento cada cidadão mundial consumisse como o europeu médio então precisaríamos de três globos terrestres. O superconsumo ocidental ultrapassa não só os limites da capacidade da terra mas também enfraquece a situação de pessoas e animais em regiões mais pobres no mundo. Eles são os primeiros a serem atingidos e os que sofrem mais por causa do esgotamento de recursos naturais, roubo de terras, secas e inundações. Empresas europeias violam regularmente os direitos humanos e causam grosseira poluição ambiental muitas vezes em países em desenvolvimento.

Queremos uma política forte do clima e do meio ambiente: estabelecer metas ambiciosas para diminuir gases de efeito estufa, fazer energia limpa e renovável e melhorar a qualidade do ar e da água. Os custos da mudança mundial do clima podem ser reduzidos pela metade se deixarmos mais vezes carne, laticínios e peixe pra lá e preferirmos comer vegetais. A produção da carne no mundo causa 40% mais emissões de gases de efeito estufa que todo o tráfego e transporte juntos.

Relacionado

Avanço graças ao Partido para os Animais: Parla­mento Europeu reconhece a neces­sidade de enfrentar a indústria pecuária para combater as crises climá­ticas e de biodi­ver­sidade

Notícias positivas da UE após um verão de incêndios florestais e conclusões alarmantes do IPCC em seu relatório mais recente sobre mudanças climáticas. Na semana passada, uma maioria dentro das comissões do Clima e Agricultura do Parlamento Europeu reconheceu o impacto do nosso sistema alimentar atual no clima, na saúde e na natureza e votou a favor de uma reforma substancial. Um avanço há muito d...

Notícias