Worldlog Marianne Thieme; Hollanda Hayvanları Koruma Partisi Başkanı


6 Mart 2019

Após minha licença médica eu retornei à política em fevereiro passado. Como é bom poder voltar a trabalhar! Pois ainda há muito trabalho a fazer para manter nossa terra habitável e liberar os animais por meio da luta pelos seus direitos.

A situação atual: o ser humano continua a deixar rastros de destruição sobre a terra. Nós poluímos nosso meio-ambiente, causamos um declínio sem precedência de animais selvagens e insetos, derrubamos os pulmões de nosso planeta e deixamos os animais sofrer em massa. Mais que nunca as condições básicas para nossa existência como um ar saudável e água limpa se encontram em circunstâncias difíceis. Num artigo do The Guardian a seriedade da situação fica penosamente clara: a biodiversidade não vai bem, o que ameaça nossos suprimentos alimentares no mundo.

O que fazem nossos governos? Eles demonstram um exemplo forte de lavagem verde: falar e negociar muito para no final investir principalmente no mesmo sistema fóssil destrutivo. Assim acontece que a Holanda, um dos países mais ricos do mundo, figura baixamente nas listas de sustentabilidade. Enquanto que o gabinete holandês se intitula "o gabinete mais verde de todos os tempos", ele inseriu, por exemplo, 700 milhões de euros num beco sem saída que é o setor poluidor da aviação.



Jovens vão às ruas para uma proteção melhor de nossa terra

Felizmente a chamada por uma mudança positiva e radical do sistema soa cada vez mais claramente. Pelo mundo inteiro jovens vão em massa às ruas para exigir medidas mais fortes contra a mudança do clima. A estudante sueca Greta Thunberg fez um discurso impressionante no World Economic Forum. Também na Holanda houve no ano passado uma greve escolar pelo clima por iniciativa de nossa organização juvenil PINK! No dia 10 de março vamos todos às ruas pelo clima durante a grande Marcha pelo Clima em Amsterdã. A resistência cresce contra o fato que nossos governos não arranjam bem suas prioridades e perseverantemente colocam os interesses a curto prazo acima dos interesses das pessoas e dos animais.

Nossa época alcançou a maturidade para uma revolução (vegetal), o que nosso novo documentário #Powerplant, que estreou no mês passado em Amsterdam, também mostra. #Powerplant mostra cientistas, artistas (Moby!) e empreendedores que estão todos convencidos que a alimentação vegetal será o novo normal. Porque é melhor para os seres humanos, os animais e o planeta.

Joseph Poore - pesquisador na Universidade de Oxford que fez conforme The Independent "a pesquisa mais extensa" sobre o impacto de nossa alimentação no planeta - conclui: "Uma dieta vegana é provavelmente a melhor maneira de diminuir seu impacto no planeta Terra, não somente quanto aos gases de estufa, mas também com relação à acidificação e o uso de terra e água. O efeito é muito maior que voar menos ou comprar um carro elétrico."

Ademais a alimentação vegetal é sempre mais frequentemente uma festa para nosso paladar. Assim, o chef michelin Alexis Gauthier passou a cozinhar de maneira vegana: "Este é um movimento que não se pode parar mais e como chefs temos uma grande responsabilidade nisso."

Marianne na estreia do documentário #Powerplant

Na estreia do documentário em Amsterdam a sala estava lotada. Lotada de energia, entusiasmo, otimismo e pessoas que querem virar a maré. Maravilhoso de ver!

No tempo vindouro farei uma turnê com meu novo livro "Resistência Crescente", onde conto como é ser ativista no parlamento e exercer a política de uma maneira totalmente diferente e como se pode ter êxito ficando fiel aos seus ideais. O Partido pelos Animais com a ajuda de muitos voluntários maravilhosos também fará campanha nas próximas semanas para as eleições dos Estados Provinciais no dia 20 de março. Muita vontade!

A obra de arte 'Ode ao Porco'

Recentemente eu também pude inaugurar a obra de arte 'Ode ao Porco' de Jantien Mook em Utrecht. Um porco imenso que faz um pulo fantástico para a liberdade e que está viajando pela Holanda inteira. Milhões de animais na indústria pecuária não podem fazer isto. Quer acabar com esta situação? Então assina aqui a iniciativa civil europeia "Stop de Cage Age" (Pare as Gaiolas). Mais que 500.000 pessoas já assinaram.

E naturalmente vote no Partido pelos Animais no dia 20 de março se mora na Holanda. Senão pode votar num dos nossos maravilhosos partidos irmãos. Por exemplo no dia 14 de abril no partido finlandês EOP (Animal Justice Party of Finland), no dia 28 de abril no partido espanhol PACMA e em outubro no partido português PAN. Resistência crescente!

Até a próxima vez.

Marianne Thieme