Passeata contra a caça de raposas pedindo Theresa May para manter a proibição


6 Junho 2017

Uma equipe do partido para os animais no Reino Unido (Animal Welfare Party) foi a Londres na segunda-feira dia 29 de maio para apoiar a passeata ‘Make Hunting History’ que foi organizada por uma aliança de grupos activistas anti-caça. A necessidade para tal protesto surgiu por causa do manifesto do Partido Conservador no dia 18 de maio no qual Theresa May fez uma promessa controversa que permitirá uma votação livre (livre de pressão por parte do partido) no parlamento sobre a proibição da caça caso ela ganhe as eleições em junho.

Passeata anti-caça no centro de Londres contra os planos de Theresa May de permitir votação livre sobre revogação da proibição.

Muita gente trouxe cartazes feitos em casa, máscaras de raposa, trajes e bandeiras. Professor Andrew Knight, que defende o Animal Welfare Party contra a Sra. May no eleitorado de Maidenhead disse que é “profundamente perturbador” que o Primeiro-ministro pensa que a caça de raposas é aceitável. “O que precisamos no nosso país são líderes que têm uma compaixão básica para com os animais e outros membros vulneráveis de nossa sociedade,” ele disse. “Eu acho que evidentemente Theresa May é incapaz de liderar este país, se ficar claro e demonstrável que lhe faltam estas qualidades básicas.”

Numa enquete de eleitores realizada pelo The Independent, revelou-se que 64 por cento do público britânico não concorda com a ideia que a proibição da caça deveria ser revertida. Desde que David Cameron levou os Conservadores ao poder em 2010 houveram muitas tentativas para revogar a lei de caça aprovada por Tony Blair em 2004. Isto resultou diversas vezes em manifestações em frente aos edifícios parlamentares com pessoas em trajes vida selvagem, segurando cartazes e acenando bandeiras de protesto. Porém, na segunda-feira houve evidentemente a maior passeata anti-caça da recente história e organizadores divulgaram depois que houve cerca de 4.000 participantes.

(Fonte: Animal Justice Project e Metro UK)