Worldlog Semana 12 – 2012


19 Março 2012

Este Worldlog foi escrito por empregados de Marianne Thieme devido à licença de maternidade.

Marianne deu à luz a uma menina segunda-feira 12 de março, mãe e filha estão bem. Marianne e seu marido Jaap Korteweg deram o nome de Amelie a sua filha. Marianne em breve retomará a seu Worldlog.

Enquanto isso, o trabalho na Câmara continua e há uma série de êxitos importantes. Assim, a Câmara aprovou uma moção nossa, na qual o governo não dará mais apoio aos mega estábulos no exterior. A razão para o movimento foi uma pesquisa do bem-estar animal feito pela organização Wakker Dier onde ficou claro o uso de dinheiro dos contribuintes holandeses, sob o pretexto do desenvolvimento, em construções de mega estábulos em países como a Roménia e Bósnia. Estudos comprovam que a Holanda investiu dezenas de milhões de euros e o dinheiro financiou a construção e expansão de mega-estábulos no exterior.

Houve um grande apoio à nossa proposta de reforma verde em parques e escolas na Holanda. Esther Ouwehand mostrou ao ministro da Previdência, Saúde e Desporto, que um ambiente verde é de grande importância para a saúde e o desenvolvimento das crianças. O ministro está agora discutindo com as prefeituras sobre colocar mais verde nos pátios escolares e a criação de mais parques naturais.

Enquanto a natureza faz um papel não negligenciável na saúde das pessoas, a política do Gabinete Rutte coloca a natureza sob pressão. Este desenvolvimento é prejudicial para a saúde pública. A pesquisa mostra mais uma que um ambiente verde é crucial e que as pessoas são muito mais saudáveis quando vivem em contato diário com a natureza (urbano). Especialmente para as crianças em crescimento é de grande importância: as crianças ficam com mais freqüência brincando fora quando há playgrounds verdes e naturais nas proximidades.

Divertido ler e assistir ao filme: A brilhante e poderosa coluna de Mark Bittman, colunista do New York Times, sobre comida vegetariana. Os produtos do açougueiro vegetariano de Haia (o marido de Marianne) também são mencionados.

But in October I visited a place in The Hague called The Vegetarian Butcher, where the “butcher” said to me, “We slaughter soy” — ha-ha. The plant-based products were actually pretty good — the chicken would have fooled me if I hadn’t known what it was — and I began to consider that it might be better to eat fake meat that harms no animals and causes less environmental damage than meat raised industrially.

O devastador terremoto e subsequente tsunami no Japão em março do ano passado levou muitos cães e gatos de rua. As pessoas às vezes sairam apressadamente fugindo do desastre nuclear que se seguiu e deixaram seus animais de estimação para trás. Japão Earthquake Animal Rescue and Support (jears) procura e recolhe cães e gatos abandonados e dá-lhes o cuidado necessário que eles precisam. Graças aos esforços dos voluntários do jears desde o desastre mais de 600 animais foram resgatados. Respeito por essa organização. Para mais informações (e doações) em http://jears.net/

Até a próxima semana!

Marianne