The Party for the Animals nominates Anja Hazekamp as European leading candidate


12 March 2019

O Partido para os Animais dos Países Baixos nomeia a actual eurodeputada Anja Hazekamp como principal candidata às eleições europeias. Sua candidatura será apresentada aos membros no congresso do partido em 31 de março. Além disso, o Partido para os Animais quer ser a voz crítica, progressista e defensora da natureza no Parlamento Europeu nos próximos anos.

Festa para os animais MEP Anja Hazekamp

Anja Hazekamp (1968), bióloga e protetora dos animais, foi eleita em 2014 como a primeira representante do Partido para os Animais no Parlamento Europeu. Nos últimos cinco anos, ela vem a lutar por inserir muitos assuntos referentes ao meio-ambiente e o bem-estar animal na agenda do Parlamento Europeu. Além disso, está envolvida em ações extra-parlamentares para pedir mais atenção por uma melhora na proteção dos animais e do nosso meio-ambiente.

Anja Hazekamp está empenhada em continuar seus esforços como MEP por mais cinco anos para os seres humanos, animais, natureza e meio ambiente. “Estou cheia de energia e tenho muita confiança de que o movimento em pró dos animais fará grandes avanços na Europa nos próximos cinco anos. Já influenciamos os pontos de vista do Parlamento Europeu em muitas áreas. Temos agora de garantir que os líderes da UE e os governos nacionais ponham em prática as nossas propostas favoráveis aos animais. Com um total de dez partidos para os animais que participam nas eleições europeias, o clamor por medidas favoráveis ao clima e aos animais está a ficar cada vez a fazer mais barulho”.

O Partido para os Animais já demonstrou na Câmara dos Deputados holandesa que tem uma influência nos debates, desproporcional com seus cinco assentos, e como resultado dessa influência é capaz de encorajar mudanças significativas. É assim que acontece na Europa também: o Partido para os Animais também aborda questões que ninguém mais aborda. Em seu papel de vanguarda, o Partido consegue estimular, inspirar e encorajar os outros a fazer mais pelos animais, pela natureza e pelo meio ambiente.

Uma voz progressista e pró natureza

A crítica do Partido para os Animais em relação à União Europeia, em sua forma atual, é verde e progressista. Um novo fenômeno, avesso ao nacionalismo ou ao interesse próprio e de curto prazo, mas sim, enraizado nos interesses de sustentabilidade e empatia em todo o planeta. Juntos faremos a União Europeia se mover.

As ideias verdes e progressistas podem ser bem combinadas com uma atitude crítica em relação a Bruxelas e Estrasburgo. E isso é extremamente necessário. Porque a União Europeia parece envidar todos os esforços para conquistar a simpatia dos eleitores, tomando medidas populares, como o telefonia e internet móvel acessíveis e programas de bolsas de estudos. Mas, ao mesmo tempo, a UE não entra em ação contra a ameaça ao nosso futuro: a mudança climática. Temos a obrigação moral de deter a crise climática e preservar o planeta para as próximas gerações. Para humanos e animais. Bruxelas está a agir de acordo com essa obrigação de forma totalmente inadequada.

Na atual EU, há muito espaço para os mega estábulos. Enquanto isso, espécies de plantas e animais estão ser extintas, a sobrepesca continua e os ecossistemas são no limite. Durante anos, os subsídios agrícolas e da pesca representaram os maiores custos da UE. A indústria avícola intensiva utilizou destes subsídios para realizar suas campanhas de promoção, e além do mais, as touradas são mantidas com esses mesmos subsídios.

Uma nova rota para a Europa

É evidente que uma mudança radical de curso é necessária. Um novo rumo para a Europa, com outras formas de cooperação entre seus membros. Cooperação centrada na realização de ideais: sustentabilidade, compaixão, liberdade e responsabilidade. O Partido para os Animais quer uma Europa que dê aos humanos e animais a chance de viver uma vida boa e plena. Isso só é possível se pararmos de considerar o crescimento econômico como um santo graal e começarmos a trabalhar para diminuir nossa pegada ambiental.